EXPOSIÇÃO DO MUSEU DA HISTÓRIA DA INQUISIÇÃO EM MARIANA-MG

À Professora Andreia Donadon,

Abaixo, algumas palavras para apresentação no nosso Museu (release):

Ref. EXPOSIÇÃO DO MUSEU DA HISTÓRIA DA INQUISIÇÃO EM MARIANA-MG

“O Museu da História da Inquisição (MHI), o primeiro do Brasil, foi fundado em agosto de 2012, por iniciativa de Marcelo Miranda Guimarães (*). Trata-se de uma entidade privada e sem fins lucrativos, cadastrado no Instituto Brasileiro de Museus, IBRAM.

O MHI é uma instituição histórica e cultural que utiliza o seu patrimônio como recurso educacional e turístico, levando ao público geral e às diversas esferas estudantis ações que visam a formação de uma consciência crítica individual e coletiva sobre o tema da Inquisição e a participação dos Cristãos-Novos na formação étnica e cultural do Brasil.

Os Cristãos-Novos ou Criptojudeus (judeus que foram obrigados à conversão forçada ao Catolicismo) representaram mais de 80% das vítimas condenadas pelo Tribunal do Santo Ofício português. Eles fizeram parte da colonização de nosso país e marcaram presença desde a época do descobrimento, deixando aqui um grande legado. Mas, por motivos e regras impostas pela Inquisição, parte dessa nossa importante história foi e ainda hoje continua omitida dos livros didáticos. Englobando aspectos históricos, culturais, educativos e artísticos, o MHI tem contribuído, portanto, para o desenvolvimento socioeducacional.

A História da Inquisição e a participação dos Cristãos-Novos na formação do povo brasileiro é mostrada através de painéis, gravuras e pinturas de renomados artistas como Francisco Goya, Bernard Picardt, e outros, além da exposição de documentos e livros antigos do século XV ao século XIX, objetos pertencentes aos Cristãos-Novos e réplicas de alguns equipamentos de tortura usados pelo Tribunal da Inquisição, cujas leis duraram por três séculos no Brasil e em Portugal.

O MHI quebra o paradigma de um museu tradicional, pois não só preserva objetos antigos e documentos históricos, como também abre espaço às preocupações do mundo contemporâneo, promovendo o combate a intolerância, principalmente à religiosa, construindo, assim, uma sociedade mais segura e saudável, alicerçada na paz e na esperança de dias melhores.

Pela primeira vez, uma pequena parte do acervo deste Museu estará em exposição na Casa da Cultura entre os dias 13 e 20 de novembro de 2022, destacando a presença dos Cristãos-Novos em Mariana e em Minas Gerais no século XVIII.

Para participar da abertura no dia 12 de novembro, às 18:30h, é necessário a inscrição prévia pelo e-mail contato@museudainquisicao.org.br. A palestra de abertura será proferida pela renomada escritora, historiadora, museóloga, pós-doutorado em estudos inquisitoriais e vice-presidente do IHGRJ, Dra. Neusa Fernandes, abordando o tema: “Os Cristãos-Novos vítimas da Inquisição em Mariana”. Em seguida, o organizador do evento fará uma apresentação do Museu da História da Inquisição de Belo Horizonte.

Pelo mesmo e-mail pode-se fazer agendamentos para grupos acima de 10 pessoas que desejam visitar a Exposição. Maiores informações: www.museudainquisicao.org.br – Tel (31) 2512.5194

(*) Marcelo Miranda Guimarães, engenheiro industrial pelo CEFET, pós-graduado em Engenharia Econômica pela UFMG e MBA pela FGV. Teólogo pelo MJBI (Messianic Jewish Bible Institute, Dallas-EUA), escritor (com mais de 20 títulos publicados), pesquisador, fundador do Museu da História da Inquisição com sede em Belo Horizonte e membro da diretoria atual do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais (IHGMG) e associado representante do IHGRJ.

contato@museudainquisicao.org.br - www.museudainquisicao.org.br 

Tel 031-2512-5194

Rua Cândido Naves, 55 – Bairro Ouro Preto – Belo Horizonte-MG

 

 

Share

Proibido cópia, gravação ou reprodução de todo ou qualquer conteúdo desse site.